quarta-feira, 30 de abril de 2008

Remédio...ARGTH!


Uma pitada de carinho: dicas para dar remédio às crianças!

Muitos pais novatos (e alguns experientes também) têm dúvidas sobre como dar remédios para o bebê e à criança pequena. O segredo é acreditar que a criança precisa do remédio. Ela pode sentir a dúvida em sua mente e irá resistir, não importa o que faça, a menos que você acredite que está fazendo o melhor. Seja confiante e determinada. Se não estiver convencida de que o remédio é necessário, converse com o pediatra do bebê antes de tentar, com dor no coração, fazê-lo engolir.

Dicas gerais para fazer o remédio descer

  • certifique-se que a criança esteja em um ângulo de 45 graus ao tomar qualquer remédio. Isto reduz o risco de engasgar;
  • dê remédios líquidos ao longo da lateral da boca, próximo do meio da língua. Se o remédio for direto para o centro do palato, ele irá causar náusea. Coloque comprimidos na parte de trás da língua;
  • quando possível, disfarce o gosto ruim do remédio. As melhores opções são ingeri-lo com suco de maçã, iogurte, pudim, doce de leite cremoso (para crianças maiores de dois anos) e gelatina. Para casos mais resistentes, tente pedaços de doces moles, sorvete ou calda de chocolate;
  • misturar um remédio ao suco ou leite pode ser problemático, porque uma parte significativa do remédio pode ficar no copo ou na mamadeira. Se for usar um líquido, use em pequena quantidade e certifique-se de que a criança tenha tomado tudo;
  • se preferir uma colher, use a colher de medidas, ela é mais precisa que uma colher de mesa comum. Melhor ainda, use uma colher dosadora de plástico;
  • nunca se refira ao remédio como se fosse um doce, você estará estabelecendo uma confusão perigosa. Diga a verdade;
  • nunca deixe, por qualquer motivo, uma criança menor de 12 anos tomar um remédio sem supervisão;
  • não barganhe ou suborne. Aí você passa a mensagem de que tomar remédio é uma atividade negociável quando realmente não é. Dê à criança alguma escolha como em qual xícara ou em que lugar ela quer beber, mas não deixe implícito que tem escolha sobre tomar ou não o remédio;
  • não puna uma criança que se recusa a tomar remédio. A maioria dos remédios tem gosto ruim. Lembre-se de que somos todos programados para evitar sabores amargos. Somente insista e vá em frente.
Quando a missão estiver concluída, não se esqueça do GRAAAANDE abraço e dos parabéns pelo ótimo trabalho de vocês dois!

Fonte

8 comentários:

doce isabelle disse...

Seu cantinho é sempre muito útil para nós mamães, gostei das dicas!!
Doces bjinhus,
Márcia e Isabelle

Giovana e Lucca disse...

Juli, que dica maravilhos!!
Adorei, obrigada!!
Beijos:)

Tété & Xavier disse...

Boas dicas sim senhora ;o)
Beijos
Tété & Xavier

Sofia e Pedro disse...

Olá querida Juli, obrigada por este texto tão útil!
Espero que não seja necessário recorrer a ele muitas vezes...:-)
Beijinhos,Sofia,Pedro e Joana

Mrs. Mom disse...

Ola Juli, como disseram foi mto boa a dica, por enquanto naum tive problemas, eu tenho usado seringas pq axei bem mais pratico, naum gosto mto de dar remedios, se puder evitar evito.. bjinhus

Vivi a mamãe do Francisco disse...

Muito bommmmmmmmmmm... adorei as dicas...

Beijos pra vcs!

doce isabelle disse...

Juli, tô linkando você no meu blog, tá?

Cristian disse...

Eu acredito que o amor pode ser o melhor remédio para algumas coisas pior há momentos em que isso não é suficiente, por exemplo, na semana passada eu estava doente e foi indicada para tomar valtrex porque era a única maneira de se livrar do vírus